quarta-feira, 30 de março de 2016

Mario Quintana - "Sapato Furado"



Olá!
Vamos falar hoje sobre o poeta Mario Quintana.

Mario Quintana nasceu em Alegrete (RS), em 1906, e foi um importante poeta, tradutor e jornalista brasileiro.

Seu primeiro livro, A Rua dos Cata-ventos, foi lançado em 1940, pela Editora Globo. Foi indicado três vezes para ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras, mas nunca foi eleito.

Falece em 1994 e deixa um recado bem humorado diante da perspectiva da morte: "A morte é a libertação total: a morte é quando a gente pode, afinal, estar deitado de sapatos" (RELEITURAS).

Diferentemente de outros autores, hoje vou apresentar uma discussão sobre o livro Sapato Furado de Mario Quintana, que discorre sobre temas complexos como a morte. Tanto que manda um recado a seus leitores sobre o livro “Eu já escrevi o Sapato florido. Como, porém, nesta vida nem tudo são flores, apresento-vos agora o Sapato furado, que tem grande significação, pois o seu texto foi escolhido exclusivamente pelos leitores a se destina: a gurizada a partir dos dez anos...” (VERSÕES).

Logo no primeiro poema do livro, Conto Azul, o tema morte é apresentado:


Conto azul

Certa vez, tinha eu quinze anos, inventei uma história que principiava assim:

“A primeira coisa que fazem os defuntos, depois de enterrados, é abrir novamente os olhos”.

Mas fiquei tão horrorizado com essa espantosa revelação que não me animei a seguir avante, e a história gorou no berço, isto é, no túmulo.



Segundo Simone Assumpção, autora do artigo A obra de Mario Quintana pode ser lida por crianças?, apesar da temática forte, o tom jocoso do autor o aproxima da visão juvenil da morte. Além do título, fazendo alusão à expressão “tudo azul”, que remete à ideia de que está tudo bem.

Para a autora, o que classifica uma um poema como infantil ou não é a compreensão entendida entre poeta e leitor, o acordo de compreensão feito entre ambos.

Mas e você? O que classifica um poema como infantojuvenil ou não? Espero seu comentário me dizendo o que seria para você e até o próximo autor!



BIBLIOGRAFIA:


- GRAMÁTICA E LITERATURA E REDAÇÃO, Mario Quintana – Sapato Furado e um pouco de Henriqueta Lisboa, em http://qrolecionar.blogspot.com.br/2009/04/mario-quintana-sapato-furado-e-um-pouco.html;

- RELEITURAS, Mario Quintana, em http://www.releituras.com/mquintana_bio.asp;

- REVISTA BULA, Os 10 melhores poemas de Mario Quintana, em http://www.revistabula.com/2329-os-10-melhores-poemas-de-mario-quintana/;





Nenhum comentário:

Postar um comentário